sexta-feira, agosto 20, 2010

Testes negativos ao GSD IV / All tests negative to GSD IV

Recebemos há dias os resultados dos testes ao GSD IV (Glycogen Storage Disease) que fizemos aos nossos gatos no conceituado laboratório alemão Laboklin. Esta doença que actua sobre a capacidade do organismo em armazenar glicogénio é a única associada especificamente à raça, sendo, por isso, a única que faz sentido testar geneticamente nos bosques da noruega. Tem paralelismo com a doença poliquística renal (PKD), que incide sobre os persas, e a cardiomiopatia hipertrópica (HCM), que tem um dos seus genes identificados para o Maine Coon. No caso do bosque, mais uma vez, não é possível testar geneticamente para o HCM, apenas fazer uma ecografia cardíaca que garante apenas que NAQUELE INSTANTE o gato não tem a doença.

Um teste de GSD IV não é uma medição de glicogénio. É um teste de ADN. O GSD IV não é diabetes. O gene que provoca a doença é recessivo, o que significa que um gato doente é homozigótico positivo naquele locus, um gato portador é heterozigótico positivo e pode passar ou não um gene a cada um dos seus descendentes MESMO QUE O OUTRO ELEMENTO DO CASAL NÃO SEJA DOENTE OU PORTADOR e um gato homozigótico negativo nunca transmite a doença. Isto é importante para quem cria ou que pretende criar. Há quem crie com portadores e quem se recuse a fazê-lo. Quem cria deve ter a responsabilidade de testar todos os gatinhos mesmo que um dos pais não seja doente ou portador.

Testámos seis gatos que, de uma maneira ou outra, abrangem todo o gatil. Aqui ficam os resultados:

- FONTEMOURO: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador
- BARRY WHITE: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador
- ASH: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador
- COCO: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador
- BABOOSHKA: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador
- INDRA: n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador

Sabemos ainda que a GRETCHEN é n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador, porque os pais são n/n

Sabemos também que a GINE é n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador, porque os avós paternos e maternos são n/n

Com os resultados acima sabemos que:

- a MOULIN ROUGE é n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador, porque os pais Barry White e Indra são n/n
- a NAHUEL-HUAPÍ é n/n (homozigótico negativo), logo não doente e não portador, porque os pais Barry White e Ash são n/n

Faremos em breve o teste à Guyane, mas já sabemos que ela não poderá ser homozigótico positivo, uma vez que a filha Babooshka é n/n;
O Brynjolf está esterilizado, mas também sabemos que ele não poderá ser homozigótico positivo, uma vez que a filha Ash é n/n;
Todos os restantes gatos estão já esterilizados.

Para nós, estes exames têm um significado claro: Shadow Eyes está livre da doença GSD IV :))))

4 comentários:

Carla Rúbio disse...

Olá Luis e Ana,

Em primeiro lugar os meus parabéns pela atitude consciênciosa com que criam os vossos gatos. Quem dera fossem todos assim! depois só um reparo: deve ter sido um lapso, mas não falam da Iwo Jima!
Beijocas,

Carla Rúbio

Shadow Eyes disse...

A Iwo Jima está já esterilizada, Carla. Obrigado pelo seu email.

Marta Silva disse...

Olá Ana e Luís,

É bom saber que aspectos como a genética dos vossos gatinhos não são descurados como acontece muito com a maioria das pessoas. Queria perguntar se esses exames não poderão ser feitos em Portugal? E por curiosidade o Rock não foi incluido por alguma razão? O menino também foi eseterilizado? Ou os pais dele são homozigoticos negativos?

Shadow Eyes disse...

Olá Marta, este tipo de exames genéticos não é feito em Portugal. O Rock está já esterilizado. Abraço.

Shadow Eyes Fan Box

Shadow Eyes on Facebook

Shadow Eyes Photo Gallery

Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo

Seguidores