segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Dois anos de Blog Shadow Eyes

Não quis deixar de assinalar a passagem do segundo aniversário da existência deste blog, o nosso primeiro instrumento de comunicação com todos vós. Passados dois anos, vemos que este sítio onde está, com um endereço chato de memorizar, marcou de certa forma a criação de gatos em Portugal. E estamos conscientes de que demos um contributo muito importante para mudar a forma de comunicar dos criadores com as pessoas que procuram um bosque da noruega. É verdade que esse contributo foi levado muitas vezes ao extremo, com a cópia simples e pura de alguns pormenores, mas o importante é que o «plágio» também reconhece que o que se plagia é bom e por isso não levamos a mal quando aconteceu. Ou acontece.

Dois anos depois, o que mudou? Quase nada. Continuamos a tentar aprender o máximo que podemos, seja com a convivência diária com os nossos gatos, de forma empírica, seja falando com mais gente que detém os mesmos interesses, seja, por fim, procurando informação onde possa surgir. É verdade que hoje convivem connosco mais gatos do que então e também beneficiámos do facto de aqui terem nascido três fantásticas ninhadas, como é reconhecido por quase todas as pessoas que nos visitam, criadores ou apenas curiosos. Sabemos um pouco mais do que sabíamos então, mas também sabemos que nunca se deixa de aprender. Nem nisto nem na vida.

Dois anos depois, mantemos o posicionamento que sempre tivemos. Não isolados, mas seguros de que queremos errar e acertar por nós, embora conscientes das outras opiniões. Mesmo ao nosso lado, inimigos mortais tornam-se amigos para quase sempre, até que os amigos para quase sempre deixem de precisar uns dos outros e se tornam inimigos mortais. Outra vez. À nossa frente, fala-se mal de terceiros, que até podemos ser nós, e de quartos e quintos. E a mensagem repete-se pelos terceiros, que criticam os segundos com os primeiros e assim sucessivamente. Atrás de nós, inventam-se mentiras, acreditando que repetidas muitas vezes tornam-se verdade, para tentar reinar no meio da divisão. Mais ao longe, gritam-se barbaridades como: «todos os machos marcam» quando se tem apenas fêmeas disponíveis, ou que todos os seus gatinhos estão testados a todas as doenças do mundo e serão «máquinas de aço», criando desconfiança sobre o resto do planeta, ou ainda que têm os melhores gatos do país. Talvez não fosse descabido perceber o que aconteceu aos que não eram assim tão bons; será que ficaram ou nunca os houve? Desculpem, mas tenho de me rir de tamanho Portugal sem escrúpulos a fazer queimadas para semear depois.

São muitos meses em expos, ouvindo com atenção todos os comentários subjectivos (claro!) dos juizes, tentando também encontrar o equilíbrio entre a disparidade de opiniões. Mas úteis, sem dúvida. Ficamos felizes com todo este percurso, muito curto ainda, mas recheado de experiências e de algumas vitórias. Mas não nossas, deles, dos gatos, que mostram invariavelmente toda a beleza que têm. Nem todos podem ser vencedores natos, embora o Mouro, sobretudo, já se possa orgulhar da sua carreira. Reforço o «sua», não nossa. Porque o nosso papel é apenas tentar que ele esteja o mais perto possível da melhor forma, sobretudo se o facto de existir dependeu da vontade de outro criador (a quem cada vez mais estamos agradecidos), e nós só tivemos de escolhê-lo entre os irmãos. Todos eles são membros importantes do nosso projecto, bandeiras Shadow Eyes, todos eles têm igual importância no gatil, todos eles foram escolhidos por uma razão. Às vezes, mais do que uma...

Dois anos depois, ainda nos sentimos com mais vontade, mais determinados... e cheios de ideias. Um muito obrigado a todos os que nos têm visitado ao longo deste período, desejando que voltem muitas mais vezes ao longo dos próximos anos.

(by Luís)

Sem comentários:

Shadow Eyes Fan Box

Shadow Eyes on Facebook

Shadow Eyes Photo Gallery

Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo

Seguidores