segunda-feira, maio 05, 2008

Novidades da Ninhada D

A ninhada D fez oito semanas no passado domingo. Já todos os gatinhos tomaram a primeira vacina. Portaram-se muito bem na mesa do vet. Foi também a primeira vez que viajaram de carro e já estávamos à espera de alguns miados mais estridentes. Apesar disso, correu tudo bastante bem. Eles estão a evoluir regularmente, sem grandes altos e baixos no peso, cada um ao seu ritmo. Estamos muito contentes com esta ninhada e já estamos um pouco tristes porque já não falta assim tanto para que saiam de casa. Todos eles terão, ao que tudo indica, encontrado a sua nova família.

O D'Artagnan é o mais atrevido da ninhada. Herdou uma expressão fantástica e tem um tom de azul muito intenso bonito. Está sempre a mexer-se de um lado para o outro, e nota-se que já gosta muito da companhia humana. É só um bocadinho bruto a brincar, mas é só porque não tem ainda muita experiência. Isso vai com o tempo.

Confesso que a Dykh-Tau conquistou-me com o tempo. Não era de longe a minha preferida (por que temos de ter sempre um preferido?), mas a sua evolução deixou-me completamente rendido. É uma gatinha muito, muito bonita e bastante promissora, parece-me. A sua presença mais calma e ponderada, se é que um gato pode ser ponderado, dá-lhe ainda mais encanto.

Eu tenho esta dificuldade. Não consigo transpor a expressão de um gatinho recém-nascido para as sete, oito semanas, quando eles deixam aquela aparência mais estranha. Ao início, a cara da DNA parecia-me confusa, não me dizia grande coisa, apesar de ser uma tartaruga e eu gostar (muito) de tartarugas. Tenho de reconhecer que não podia estar mais enganado. Basta olhar para as fotos. Está fantástica, fantástica! É talvez a mais independente das fêmeas, a que gosta mais de brincar com os seus do que com humanos. Mas isso muda sempre :-).

Pois, há ainda uma cópia chapada do Mouro. É a Dianthus, a mais levezinha da ninhada, porque gosta muito de dormir e de brincar. Gosto muito daquele olhar selvagem que vem do progenitor, das cores, do padrão. Aos poucos também ganhou confiança e mostrou-se mais, deixando as saias invisíveis da mãe. Gosta muito de estar perto de nós agora, e é muito brincalhona.

Já a Dong Nai deixou a Ana aos seus pés. Ela é muito engraçada. Aquele traço creme no nariz torna-a muito especial. E tem um temperamento fantástico. Ultimamente, tem andado a dormir na minha almofada, o que eu não acho muita piada, mas gosta muito de estar encostada a nós quando estamos no chão ou na cama. Ah, e gosta de festas na barriga...

O Dahlak é a outra paixão da Ana. Muito parecido com a Dong em versão macho. Acho que se soltou muito a nível de personalidade, é hoje menos distante, apesar de continuar a ser o menino da mamã, aquele que mais mama ainda, o que mais perto dela dorme. :-) Também o acho muito bonito, mas claro: nós somos suspeitos.

Esta ninhada é muito especial para nós, e vai custar-nos muito vê-los sair. Foi fantástica na variedade, no temperamento e também na forma como nós nos conseguimos ligar a eles.

(by Luís)

1 comentário:

Anónimo disse...

Parabéns pela ninhada! É muito bonita e colorida ;)
Ando há algum tempo para perguntar a algum criador 2 coisas:
Primeiro, se se consegue ser criador e ter um trabalho ao mesmo tempo (parece que ser criador é muito trabalhoso mas ao mesmo tempo gratificante...);
Segundo, quais são as diferenças (pelo menos as grandes diferenças) entre os gatos dos Bosques da Noruega e os Maine Coon.
Gostava que me respondesse a estas duas perguntas SFF.
Cumprimentos para todos (gatos incluídos!...) ;)

Shadow Eyes Fan Box

Shadow Eyes on Facebook

Shadow Eyes Photo Gallery

Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo

Seguidores